GIRO: PROFESSORES DO MARANHÃO ESTÃO SEM SALÁRIOS DEVIDO AO CORTE DO FUNDEB


A Educação do Maranhão em vários municipios entrou em colapso. Isso ocorreu por conta da portaria nº 565, de 20 abril de 2017, publicada no Diário Oficial da União onde anunciou um corte gisgantesco no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB  devido a isso diversas prefeituras maranhenses, estão com os  funcionários da Educação com seus salários atrasados

No total, o Governo Federal cortou mais de R$ 224 milhões de recursos para à Educação no Maranhão, referentes à devolução de repasses adiantados em dezembro de 2016 ao estado e aos municípios. Do dinheiro, R$ 47 milhões saíram da educação estadual e R$ 177 milhões da educação dos 217 municípios maranhenses. São Luís teve uma perda de cerca de R$ 12 milhões. Com esse corte, os municípios terão muitas dificuldade para pagar a folha e o custeio da educação.

E não é só o Maranhão que está passando por essa crise , os estados do Ceará, que perdeu R$ 164 milhões; Bahia, com a perda de R$ 70 milhões; e Paraíba, que tem que devolver R$ 35 milhões, também foram penalizados.



Nenhum comentário