INTEMPESTIVIDADE TOMBA CANDIDATO DERROTADO, AIRTON CAVALCANTE


Airton Cavalcante tem sua inelegibilidade confirmada por apresentar recurso fora do prazo. 


Em decisão monocrática proferida pelo Juiz Ricardo Felipe Rodrigues Macieira em 14 de novembro de 2017, o Tribunal Regional Eleitoral confirmou a inelegibilidade de Airton Cavalcante (DEM) candidato a Prefeito de Santa Luzia pela Coligação  "Juntos Somos mais fortes, na eleição de 2016."

A proximidade com o ex-deputado Oseas Rodrigues de Sousa rendeu ao candidato derrotado nas últimas eleições, Airton Cavalcante não apenas a rejeição e repulsa do povo Luziense, mas igualmente descuido com os prazos legais, até mesmo dos próprios  processos. 

Em decisão recente o candidato derrotado teve  sua condenação de 1° instância confirmada quando o recurso, apresentado pela defesa do candidato derrotado, se deu fora do prazo legal e, por isso, intempestivo.

As alegações do recorrente sobre a condenação por abuso de poder econômico e compra de votos sequer foram conhecidas, uma vez que o defensor do candidato derrotado, Dr Jarbson Lopes da Silva, Jarbson Simão, perdeu o prazo de apresentar a defesa.

 Como diz o ditado: "o direito não socorre aos que dormem."

O candidato derrotado, Airton Cavalcante, revela sua inexperiência política e o despreparo  até mesmo no cuidado com seus processos pessoais o que lhe rendeu a confirmação da inelegibilidade pelo período de 08 anos, ficando fora das disputas dos próximos pleitos eleitorais. 

Como seu apoiador e fiador, Oseas Rodrigues de Sousa foi atropelado pelo próprio descuido e a população de Santa Luzia recorda mais uma vez do termo jurídico que foi tão familiarizado nas eleições de 2008, a intempestividade.

E o candidato que durante a campanha usava a música do grande Airton Sena, mais uma vez "chegou atrasado."


Veja a decisão Judicial na íntegra:



Fonte: Maranhão  Online



PUBLICIDADE


Nenhum comentário